EM DESTAQUE

  • RUA ARAÚJO….É hora de ir a putaria. Conto de Eduardo Quive
  • FESTIVAL INTERNACIONAL SHOWESIA – levando a mensagem sobre a Paz no Mundo através da arte
  • VALE A PENA GASTAR 111 MILHÕES USD PARA ALTERAR A LÍNGUA?
  • Feira do Livro da Minerva Central na 76ª Edição em Maputo”.
  • SEGUIDORES

    LEIA AQUI A EDIÇÃO 51

    Pub

    O passo certo no caminho errado: Ecos da poligamia


    Nelson Lineu – Maputo



    O sol foi-se deitar, e a lua acordou. Nesse dia Jeremias não prestou a devida atenção, fazia dessa ocasião uma festa porque a mãe disse-lhe que ele nasceu num instante igual. Esse estado despercebido acompanhou-o também no jantar, que era justamente o seu prato predilecto, matapa com arroz branco e peixe frito, que foi ele a escolher quando foi com a mãe no mercado.
    A progenitora fazia questão de sempre brindar o menino quando conseguisse alguma graça. Nesse dia não fugiu a regra por isso como prémio levou o filho para o bazar; na hora do jantar era como se comesse contra o seu gosto e quisesse estar no outro local. A mãe perguntava-se, se a comida não estava como ela tem feito sempre, a duvida se foi ao notar que os outros filhos comiam com o mesmo gestos de sempre e palavras como: - mamã não para de se superar.
    Ela não demorou e descobriu que ele estava assim por causa daquela pergunta, que uma vez ouvira o menino dizer não querer voltar a fazer mais. O que mais a doía era não poder satisfazer-lhe, pelo menos respondendo a pergunta já que a causa não estava nas suas mãos. Ela fez de tudo para isso nunca acontecer na sua vida, dizia-se azarada porque essa não era cultura da sua região do país (norte).
    Depois do jantar os outros foram ver novela e ele saiu para brincar, a mãe não reclamou pela hora, porque sabia que o menino logo voltava, não estava com ânimo para tal. Ele foi a cama como os outros também fizeram, mas naquele momento queria ir ou estar em qualquer sítio menos na cama, resistiu quanto pode, porque o sono foi vencido no jogo com os ponteiros. Acordou, saiu correndo com ramelas ainda nos olhos, pouco vestido e descalço e deitou fora a pergunta:
    - Papá dormiu em casa? – Jeremias só queria mostrar-lhe os vinte valores que teve no teste.

    0 comentários:

    Publicar um comentário

    Pub

    AS MAIS LIDAS DA SEMANA

    Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More